Por que realizar um Check-Up de anualmente?



No dia Mundial do coração (29/09) resolvemos montar um material sobre os motivos de você nunca esquecer de realizar um check up anual, um dos principais motivos de realizarmos aquela bateria de exames clínicos e de imagem é para vermos como anda o nosso corpo como um todo. No entanto, algumas áreas do nosso corpo também precisam de um cuidado específico e precisam ser tratadas individualmente como o coração, a cabeça.


Para quem não sabe, check-up significa: 

O Check-Up previne e identifica possíveis patologias por meio de um mapeamento completo da saúde do paciente. É um serviço personalizado, que leva em conta o histórico pessoal, hábitos de vida e antecedentes familiares, garantindo assim o diagnóstico preciso e gerando orientações adequadas para uma da melhoria da qualidade de vida.

Muita pessoas esquecem que em determinados momentos da nossa vida, alguns exames se fazem necessários como por exemplo:

  • Mamografia

Os médicos recomendam que em geral deve-se fazer o exame preventivo a partir dos 40 anos de idade, com um intervalo entre os exames de 1 a 2 anos para as mulheres que não possuem histórico familiar de câncer de mama. Se existir um caso na família, como tia, irmã ou mãe, o indicado é realizar o exame todos os anos a partir dos 35 anos de idade, para a prevenção da doença.

  • Urologista:

O exame clínico – com toque renal, se for indicado – são importantes para prevenir do câncer de próstata, de alterações na função erétil e possíveis causas de infertilidade.

  • Cardiologista: 

O check-up cardiovascular é recomendado principalmente para aquelas pessoas que possuem problemas cardíacos como pressão alta, hipertensão, problemas como arritmia, sopro, etc. Um grupo de exames ajudam o médico a avaliar os fatores de risco relacionados com problemas cardíacos e circulatórios, detetando a ocorrência de doenças, como ataque cardíaco ou arritmia, por exemplo. 

  • Neurologista: 

Check-up neurológico é uma abordagem inovadora para avaliar os riscos e a presença de doenças cérebro-vasculares e disfunções cognitivas. Entre os principais objetivos de ir anualmente ao neurologista está a possibilidade do Diagnostico precoce de demências (corticais e subcorticais, incluindo a Doença de Alzheimer), avaliar o risco de Acidente Vascular Cerebral (derrame) entre outras doenças que possam ocorrer.

O Poder dos Sucos Naturais



Usar os ingredientes certos para fazer sucos é uma ótima receita para inserir uma alimentação mais saudável na sua rotina. Além de hidratar e ser fonte de nutrientes, eles proporcionam muitos benefícios ao corpo e são grandes aliados para quem quer relaxar, reduzir o estresse, ter mais energia, minimizar os efeitos da TPM ou apenas se refrescar.

O melhor de tudo é que não faltam opções para quem quer aderir a uma saborosa maneira de consumir frutas, verduras e legumes. Esses ingredientes podem ser misturados uns com os outros ou com picolés e bebidas de soja, por exemplo. 

Para ajudar você nessa busca de novos paladares, convidamos as nutricionistas Carla Souza, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva, e Priscila Di Ciero, também dedicada à Nutrição Esportiva. Elas explicam como as combinações fazem bem à saúde de toda a família e dão cinco receitas imperdíveis e fáceis de preparar. Confira:

Suco relaxante

Suco antiestresse e calmante
Suco energético


Quem não quer descansar depois de um dia sobrecarregado? Segundo Carla, a laranja, a cenoura e o mamão fazem uma combinação perfeita porque têm vitamina C, micronutriente excelente no combate ao estresse, abundante também na acerola, abacaxi, caju, limão, tangerina, goiaba, morango, mamão e kiwi.

RECEITA



  • 3 fatias de abacaxi
  • 250 ml de suco de soja sabor laranja
  • 1 picolé sabor maracujá
  • 3 folhas de couve
  • ½ xícara de cenoura ralada

Modo de preparo

  • Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva.


Os vegetais verdes são ricos em magnésio, cálcio e vitamina B; por isso, são indicados para quem busca algo leve para reduzir as tensões. 

Entre as frutas, a maçã, por exemplo, contém vitaminas B1 e B2, niacina, ferro e fósforo, componentes que ajudam no relaxamento do organismo. Ela pode ser acrescentada aos chás, com gelo, para um delicioso “suchá”. 

Camomila, hortelã, banana, maracujá e berinjela também são considerados calmantes e ainda garantem o bom funcionamento do sistema nervoso. 

RECEITA


  • 1 copo (200 ml) de vitamina sabor banana
  • ½ xícara de morango
  • ½ mamão papaia
  • 1 colher de sopa de flocos de amaranto
  • 1 colher de sobremesa de chia
  • 1 colher de chá de mel

Modo de preparo

  • É só bater tudo no liquidificador e saborear.

Nos dias difíceis, sobretudo nos períodos de TPM (tensão pré-menstrual), as oleaginosas são ideais. “Amendoim, nozes e amêndoas ajudam bastante a minimizar as dores e a retenção de líquidos, porque possuem vitaminas E e B6”, diz Priscila. 

“Folhas, como a salsinha e o salsão, com frutas, por exemplo, o abacaxi e a melancia, atuam como diuréticos, auxiliando na eliminação de líquidos do organismo, explica Carla.

RECEITA


  • 150 ml de água de coco
  • 1 fatia de melão 
  • ½ xícara de salsão
  • 150 ml de suco de limão com chá verde
  • 150 ml de suco de soja sabor maçã 

Modo de preparo

  • Bata tudo no liquidificador.


Frutas cítricas e vegetais verde-escuros tornam o suco mais refrescante e, por causa das fibras, conferem a ele um grande poder de saciedade. A hortelã, por exemplo, tem uma substância chamada mentol, que é capaz de estimular os ‘nervos do frio’ e proporcionar a sensação de frescor, conta
Carla. 

De acordo com a nutricionista, outra boa pedida é usar pimentas leves – como a biquinho –, canela e gengibre. Esses ingredientes também deixam o suco termogênico e auxiliam na queima de gordura. 





Você sabe o que é a Doença Cardíaca Hipertensiva? E por que ela atinge principalmente as pessoas com mais idade?

A doença cardíaca hipertensiva altera a função e estrutura do coração como consequência da hipertensão arterial. A hipertensão, popularmente conhecida como “pressão alta”, começa em todos os órgãos e ataca todos os vasos sanguíneos. O coração é o órgão responsável por fazer o sangue circular por todo o corpo. A força necessária para esse bombeamento por meio dos vasos é a pressão arterial. É considerada alta quando está igual ou acima de 140 por 90 mmHg.

A hipertensão causa estreitamento, obstruções, entupimento dos vasos. É um importante fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Quando causa entupimento, surge o infarto. Caso se rompa no cérebro, causa um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e pode também provocar a paralisação dos rins. Se o músculo cardíaco não receber a quantidade correta de sangue, ocorre hipertropia (aumento de tamanho), que por sua vez provoca insuficiência cardíaca. 

Segundo o Ministério da Saúde, 50% dos casos de doença cardíaca hipertensiva são diagnosticados aos 55 anos de idade ou mais. O problema atinge principalmente homens a partir dos 40 anos. As mulheres podem ter mais incidência do problema na menopausa, quando perdem a proteção do hormônio estrógeno.

A hipertensão atinge cerca de 30% dos brasileiros adultos. Com 50 anos de idade, por exemplo, a pessoa tem 50% de chances de desenvolver hipertensão; com 60 anos, 60%, e assim por diante”, explica Décio Mion, chefe da Unidade de Hipertensão do Instituto Central do Hospital das Clínicas de São Paulo.

De acordo com o especialista, 95% dos casos são genéticos. Entre outras causas estão estresse, tumores em que determinada produção de hormônios fecha os vasos e eleva a pressão, além de doença renal que provoca o estreitamento das artérias dos rins. 

A doença não causa sintomas – nem dor de cabeça, que antes se acreditava estar ligada à hipertensão. Hoje se sabe que qualquer dor pode elevar a pressão. Quando surgem alguns sinais, os órgãos mais importantes já estão atacados. Nesse caso, podem surgir falta de ar, inchaço nas pernas e dor no peito. Podem ocorrer também zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal. 

No caso dos idosos, existe o efeito da chamada “cascata terapêutica”, em que um medicamento inadequado provoca outros problemas, diz Maurício Wangarten, médico do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo) e professor de cardiologia da Faculdade de Medicina da USP.

Ele lembra que o idoso tem menor sensibilidade ao sal, sente menos sede e é mais sensível à queda de pressão. O sal retém água, o que aumenta o volume de sangue e proporciona a pressão alta. O especialista orienta que a medição da pressão deve ser feita em pé. Entre 20% a 30% dos idosos que medem a pressão em pé, ela recua. “Isso é resultado do envelhecimento, com mecanismos de adaptação alterados”. 
As medidas para prevenir a hipertensão e, consequentemente, as doenças do coração são:



Evitar o sedentarismo, praticar esportes;

Evitar a obesidade;
Alimentação saudável;
Não abusar do sal;
Não abusar do álcool;
Não fumar;
Evitar o estresse;
Medir sempre a pressão arterial e consultar um médico periodicamente.


A pressão alta não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada. Alguns idosos conseguem controlar a pressão com hábitos saudáveis, outros só conseguem com medicamentos. “Se a pessoa tiver uma carga genética para a hipertensão, mas for magra e praticar esportes, tem chance menor de manifestar o problema”, resume Décio Mion.


Fonte de informação

Yoga para o corpo e a mente.




Segundo o site significados.com: "Yoga é um conceito é uma filosofia, que trabalha o corpo e a mente, através de disciplinas tradicionais de quem a pratica. Yoga é relacionada ao budismo e ao hinduísmo, com práticas como exercícios e meditação para trabalhar a parte física e também a mente".

A Yoga alia a qualidade de vida, exercícios físicos e saúde mental. Segunda sua filosofia a mistura de exercícios físicos (para a postura) funcionam como um método para integrar a alma, o mundo exterior e principalmente o universo.

Os Benefícios da Yoga para o nosso corpo são muitos entre os principais está:


1.  Ajuda a diminuir o stress: Já no começo das aulas os alunos já começam a se sentir menos estressados e mais relaxados. Por quê isso acontece? Um dos principais motivos é que durante a Yoga, ficamos mais ligados ao nosso corpo e ao agora, e menos com o que se passou.

2. Melhora seus os relacionamentos: Com a Yoga você aprende a se tornar uma pessoa mais compassiva e compreensiva, o que causa um grande impacto não só nas pessoas que estão perto de você como em vocês mesmo.

3. Ajuda no combate a doenças: Combate as doenças respiratórias, dores nas costas, auxilia na redução de peso, melhora as desordens do aparelho digestivo, melhora o sistema cardiovascular, o funcionamento das glândulas endócrinas e ainda pode ser utilizada até mesmo como uma terapia de apoio para inúmeras enfermidades. E ainda pode também beneficiar todo o sistema nervoso e o cérebro.

4. Ajuda na memória: A prática constante da Yoga ajuda seu corpo na capacidade de concentração, intelecto e estimula a memória.

5. Paz de espírito:  A Yoga ajuda você à encontrar um caminha pacífico para montar a sua vida, nesse caminho algumas pessoas alcançam a iluminação, mas principalmente durante a Yoga a meditação e a conexão mente-corpo podem ajudar a contribuir para encontrar seu desapego do mundo material.


OS 8 BENEFÍCIOS DA COUVE-FLOR PARA A SAÚDE.


Fonte de vitamina C, cálcio, magnésio e fósforo para o corpo além de outras vitaminas e minerais. A couve-flor ainda oferece ao nosso corpo baixas quantidades de gordura e alta concentração de proteínas.

Segundo o site norte americano Nutrition 411, o vegetal está entre os 20 mais pontuados na categoria Índice de Nutrientes Densidade Agregado, que mede vitaminas, minerais e o conteúdo fitonutriente em relação ao conteúdo calórico. Isso significa que a couve-flor oferece ao nosso corpo uma grande quantidade de nutrientes para uma pequena quantidade de calorias, como falamos antes.

Os benefícios da couve-flor para o nosso organismo são muitos, além de ajudar na perda de peso, ajuda na prevenção do câncer, melhora o nosso sistema digestivo, ajuda a melhorar a nossa memória e a imunidade.

Vale lembrar também que a couve-flor é um vegetal extremamente versátil, pode ser comido cozido, cru, na salada, feito no vapor, lasanha e até mesmo purê.

Veja agora os 10 dos benefícios da Couve-flor para o seu corpo:


1. Aumenta nossa imunidade.
Devido a riqueza de vitaminas e minerais a couve-flor acaba sendo um grande aliado do nosso corpo, ajudando assim a nos proteger de algumas doenças e aumentar a imunidade.

2. Ajuda a saúde do coração.
A couve - flor possui uma substância chamada sulforafano que ajuda no tratamento/combate a pressão arterial e os rins.

3. É anti-inflamatório.
Para quem não sabe, vegetais, legumes e até mesmo algumas frutas podem ajudar nosso corpo no combate a inflamações, elas atuam em nível celular no nosso corpo, prevenindo as respostas inflamatórias desde o início.

4. Ajuda a desintoxicar nosso corpo.
A couve-flor contém antioxidantes que, suportam uma fase de desintoxicação, juntamente com nutrientes importantes para as atividades de desintoxicação contendo enxofre. Além disso, seu teor de glucosinolato também ativa as enzimas da desintoxicação.

5. Ajuda no processo digestivo.
Rica em fibras e em teor de água a couve-flor ajuda a prevenir a constipação e a manter um sistema digestivo saudável.

6. Ajuda na memória.
A couve-flor também contem de colina, sua ingestão ajuda no sono, na aprendizagem e na memória.

7. Rica em antioxidantes e fitonutrientes.
Comer couve-flor irá te garantir a ingestão de muitos antioxidantes e fitonutrientes. Vitamina C, beta-caroteno, kaempferol, a quercetina, rutina, ácido cinâmico, e muito mais. Se você consumir esses micronutrientes, seu corpo será capaz de resistir ao envelhecimento causado peala exposição a poluentes, ao estresse crônico e muito mais. Não ter uma dieta rica nesses nutrientes que combatem os radicais livres pode resultar em danos, como lesões de órgãos.

8. Ajuda a emagrecer.
Quem não quer emagrecer de forma saudável?! A couve-flor assim como outros alimentos ricos em fibras dá aquela sensação de saciedade para o nosso corpo, sendo assim, não temos aquela vontade de ficar comendo toda hora.