Cuide bem do seu cãozinho


Exercícios regulares são parte da rotina normal de um cão saudável, que somados a uma boa dieta são essenciais para manter seu cão feliz e saudável.

Vejamos como você e seu cão podem tirar o máximo de benefício dos exercícios:

- Diferentes necessidades de exercício para cada tipo de cão:

Todos os cães precisam e normalmente adoram seus exercícios diários. A quantidade que seu cão precisa não depende apenas do tamanho dele, mas também da raça. Tenha em mente que algumas raças pequenas, como os Jack Russels e Schnauzers Miniatura, podem ter muita energia, enquanto algumas raças maiores, como os Terra Nova e São Bernardos, nem sempre são tão energéticos. Enquanto seu cão é bem jovem, se exercitará o suficiente apenas brincando, mas conforme ele for crescendo, comece a levá-lo para caminhar regularmente. Entretanto, não permita que tenha contato com outros cães até que tenha tomado todas as vacinas necessárias e tenha sido liberado pelo veterinário. Mas é importante que seu cão seja socializado desde bem jovem. Escolha áreas seguras para levá-lo onde não há outros cachorros ou onde você sabe que são vacinados.


-  Dicas para exercitar seu cão:

Sempre que estiver perto de uma estrada ou em qualquer lugar onde seu cão pode causar problemas se escapar, você deve mantê-lo preso pela guia. Você e seu cão serão muito mais felizes se ele for treinado. Lembre-se que nem todos são tão fãs de cães quanto você e a opinião deles deve ser respeitada. Tenha seu cão sob controle o tempo todo. Parte da caminhada deve ser feita em superfície dura. Isso ajudará a manter as unhas dele curtas.

Não cometa o erro de fazer seu cão se exercitar demais enquanto está crescendo, pois os ossos dele ainda não estão fortes o suficiente para suportar o esforço extra. A regra é: pouco e freqüente até que seu cão tenha crescido completamente. Lembre-se de que raças grandes demoram mais para amadurecer do que raças pequenas. Peça conselhos ao criador ou a seu veterinário.

Caminhadas variadas e regulares não são apenas essenciais para manter seu cão em forma. Também dão chance a ele de explorar e vivenciar novos estí­mulos, incluindo encontrar outros cães. Isso o ajudará a se tornar um cão contente e bem-ajustado e evita o desenvolvimento de problemas de comportamento. Supervisione todos os exercí­cios do seu cão. Não permita que ele se perca e, se for passar o dia fora de casa, nunca o deixe fora para se virar sozinho.

Lembre-se de que uma boa caminhada ou corrida todos os dias manterá seu cão (e provavelmente você também) em boa forma, e ajudará a afastar problemas de obesidade. Doutores e veterinários observam que cães obesos normalmente têm donos acima do peso.

- Exercitando o cão mais velho 

Quando seu cão ficar mais velho, se cansará mais facilmente. Suas articulações podem enrijecer e ele ficará mais suscetível ao mesmo tipo de dores musculares que seres humanos sentem com o envelhecimento. Felizmente, há medicamentos que o veterinário pode receitar, se necessário, para melhorar a mobilidade do seu cão.

É comum que cães mais velhos tenham problemas de visão e audição, e outros sentidos (incluindo faro) também podem ficar debilitados. Eles podem facilmente ficar desorientados e perdidos caso se afastem de seu dono. Então não permita que seu cão fique muito longe de você quando saírem para se exercitar.

Embora possa estar menos ativo, é bom que seu cão idoso mantenha um nível moderado de exercícios. Isso ajuda a melhorar a circulação, mantém as articulações em movimento e assegura que ele respire ar puro. Dá também oportunidade suficiente para fazer suas necessidades, o que evita acidentes em casa, já que ele pode não ser capaz de controlar a bexiga tão bem como quando era jovem.

Leve seu cão para caminhadas mais curtas e frequentes, mas nunca o force a ir além de suas capacidades. Se o tempo estiver úmido, seque-o completamente quando chegar em casa. Se o chão estiver gelado ou se houver sal ou sujeira nas ruas, lave e seque bem as patas dele para evitar irritações que podem se transformar em feridas e infecções.
Quando o tempo estiver muito quente ou muito frio, não leve seu cão idoso para caminhar. O corpo dele pode não suportar. Espere até que as condições estejam mais confortáveis e não fique fora de casa por longos perí­odos.

Cuide do seu amigo, ele e seu coração agradecem!

0 comentários: