Nutricionista recomenda alimentos para quem sofre de problemas arteriais.


Como todos sabem a boa alimentação é essencial para a saúde e previne doenças , para aqueles que já sofrem com algum mal é recomendado que a alimentação tenha um acompanhamento ainda maior. No caso de hoje pedimos para que a Nutricionista Giselle Barrinuevo nos indicasse os melhores alimentos para pessoas que sofrem de complicações cardíacas, veja mais:


As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de mortalidade no mundo e o seu crescimento significativo nos países em desenvolvimento alerta para o potencial impacto nas classes menos favorecidas. São influenciadas por um conjunto de fatores de risco, alguns modificáveis mediante alterações no estilo de vida, como a dieta adequada e o exercício regular.

  
A fibra contida nesses alimentos (como pães/ arroz integral /aveia/linhaça...) se liga às moléculas de colesterol do seu organismo e as leva para fora do seu corpo. Sempre que possível prefira a versão integral de pães, massas, arroz.



Veja alguns alimentos que desempenham um importante papel para manter a saúde das artérias. Lembrando que o uso desses alimentos protetores deve ser utilizado com frequência.

Abacate: É rico em ácido oleico e β-sitosterol, uma gordura insaturada utilizada como coadjuvante no tratamento de hiperlipidemias. Em um estudo com dieta enriquecida com 1,68 g de fitosteróis por dia, observou-se a redução da concentração de colesterol total e o LDL em 10 e 12%, respectivamente.

Azeite de oliva: estudos mostraram que pessoas com 65 anos ou mais que usavam óleo de oliva para cozinhar ou temperar a salada tinham 41% menos de chances de sofrer um AVC.

Grãos integrais: A dieta mediterrânea (européia) tradicional se caracteriza pela abundância em azeite de oliva como principal fonte de gordura, moderado consumo de pescado, aves, produtos lácteos e ovos, pequenas quantidades de carnes vermelhas e pequenas ou moderadas quantidade de vinho, consumidas normalmente durante as refeições. Esta dieta é pobre em ácidos graxos saturados, rica em carboidratos e fibra, e tem alto conteúdo de ácidos graxos monoinsaturados derivados do azeite de oliva.

Nozes: ricas em gordura monoinsaturada, vitamina E, ômega-3 e alfa-linolênico, reduzem os níveis de colesterol ruim no sangue e diminuem as chances de doenças do coração, segundo a American Heart Association.

Alimentos com fitosteróis: encontrados em algumas margarinas e produtos à base de soja, essas substâncias competem com o colesterol durante a digestão e impedem a sua absorção.

Salmão e atum: consumir peixes ricos em ômega-3 duas vezes por semana diminui os riscos de ataque cardíaco, graças ao aumento do colesterol bom no sangue e a queda nos níveis de triglicérides. Se preferir pode consumir ômega-3 em cápsula tem a quantidade de EPA e DHA ideal, prefira sempre os de boa qualidade.

Aspargos: muito utilizado na Europa, o vegetal diminui naturalmente a pressão arterial, reduzindo as chances de um ataque cardíaco causado por anos de alimentação errada e artérias entupidas.

Romã: a fruta contém substâncias antioxidantes que protegem a parede das artérias. O suco da fruta também estimula o corpo a manter a pressão arterial sob controle.

Brócolis: rico em vitamina K, que protege as veias. O alimento também é uma importante fonte de fibra, o que ajuda a manter a pressão arterial e o colesterol sob controle.

Açafrão: o tempero é considerado um poderoso anti-inflamatório e ajuda a controlar problemas como a arteriosclerose.

Alho:O alho tem diversas funções no organismo entre elas, diminui a pressão arterial e protege o coração ao baixar a taxa de colesterol ruim e aumentar os níveis do colesterol bom (HDL).

Caqui: cheia de polifenóis e com o dobro de fibras e antioxidantes de uma maçã, a fruta ajuda no controle dos níveis de triglicérides.

Suco de laranja: de acordo com estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, ingerir dois copos da bebida pode diminuir a pressão arterial e ainda melhorar as funções dos vasos sanguíneos.

Espirulina: esta alga esverdeada (comumente encontrada na forma de suplementação em pó) ajuda o fígado a processar o colesterol, reduzindo seus níveis no organismo.

Canela: apenas uma colher de chá deste poderoso antioxidante diminui a gordura no sangue, prevenindo a formação de bloqueios.

Cranberries: rica em potássio, estas frutinhas diminuem consideravelmente os riscos de ataque cardíaco, de acordo com inúmeras pesquisas médicas

Café: uma pesquisa holandesa mostrou que pessoas que bebem pelo menos duas xícaras de café por dia (mas não mais do que quatro) tiveram as chances de sofrer um ataque cardíaco reduzidas em 20%, indicando que o consumo moderado é benéfico.

Queijo: um estudo recente do Brigham and Women's Hospital e Harvard Medical School descobriu que consumir três porções de queijos magros ajuda a reduzir a pressão arterial do corpo

Chá verde: a bebida é rica em catequinas, substâncias que se mostraram eficientes em baixar os níveis de colesterol do organismo, ajudar na perda de peso e ainda prevenir tumores.

Melancia: um estudo realizado na Universidade da Flórida indicou que a melancia é capaz de alargar os vasos sanguíneos, reduzindo assim a pressão sobre eles.

Espinafre: rico em potássio e acido fólico, a verdura reduz as chances de doenças cardíacas em 11%.

Resveratrol é um potente polifenol encontrado na casca das uvas, especialmente das tintas (vermelhas)e faz parte do sistema imunológico da fruta. Os principais benefícios são a redução do LDL, conhecido como "mau colesterol" e o aumento do HDL, o "bom" sendo assim ocorre a diminuição de riscos de acidentes cardiovasculares e derrames cerebrais

Essas são as dicas da Giselle que gentilmente nos passou para indicar a quem está em busca de uma boa alimentação , para quem não conhece o blog dela é Nutrição e Assuntos diversos  é bem interessante e contem textos de fácil entendimento o que facilita bastante, confiram! 


Continuem acompanhando.

0 comentários: