A Asma na gravidez.



Se é asmática e está grávida, vai ter de prestar mais atenção à sua doença. Para que a sua gravidez seja saudável (e o seu bebé também) tem de manter a sua asma o mais controlada possível. Assim, se já segue um plano de manutenção da asma, alerte o seu especialista para a sua gravidez, já que ele poderá querer fazer alguns ajustes ao plano. No caso de não seguir um plano de manutenção da doença, esta é a altura ideal para o começar a fazer.

As recomendações para o controlo da asma nas grávidas quase não diferem das recomendações para a população asmática em geral, mas é necessário haver uma vigilância mais regular, tanto por parte da asmática como por parte do médico.


Que cuidados deve ter durante a gravidez:


  • Deixe de fumar;
  • Assegure um controlo óptico da asma durante a gravidez, através de um cumprimento rigoroso do plano terapêutico;
  • Trate as crises asmáticas de forma agressiva. Tenha sempre consigo medicação de alívio da asma. Se não sentir alívio imediato, recorra a serviços de urgência;
  • Verifique as necessidades de medicação e a resposta à terapia mais regularmente. Poderá ter um debitómetro (aparelho que mede uma parte da função respiratória) em casa para verificar se tem um fluxo respiratório dentro dos padrões normais ou se está a piorar;
  • Trate a rinite, refluxo gástrico e outras doenças relacionadas com a asma;
  • Não tome a vacina contra a gripe nas primeiras 12 semanas de gravidez;
  • Adopte medidas de evicção alérgica rigorosas;
  • Não inicie tratamentos com vacinas anti-alérgicas após ter conhecimento da gravidez. No caso de já estar em tratamento quando engravida, a vacinação pode ser continuada;
  • Mantenha um registo da evolução do estado da sua asma para que possa dar conhecimento ao seu médico da evolução da sua doença de forma mais pormenorizada.
FONTE DE INFORMAÇÃO

0 comentários: