Tecnologia de carro da Fórmula 1, ajuda criança com problema cardíaco.

Sistema de telemetria que monitora os bólidos está sendo utilizado para avaliar estado de saúde de menino de cinco anos, vítima de ataque cardíaco


A Fórmula 1 está contribuindo para ajudar no tratamento de problemas cardíacos. E se você já pensou que se trata de algum tipo de doação de dinheiro por parte da categoria de automobilismo, está enganado. A relação tem a ver com tecnologia. O sistema de telemetria da equipe britânica, McLaren, utilizado para analisar em tempo real diversos parâmetros do carro durante as corridas está sendo testado pelo Hospital infantil de Birmingham (Inglaterra), com o objetivo de monitorar seres humanos. As informações são da BBC Brasil. Segundo publicou o portal de notícias, o primeiro paciente a utilizar a tecnologia é um menino de cinco anos, vítima de um recente ataque cardíaco.

De acordo com Peter van Manen, diretor da McLaren Electronics, o recurso de telemetria consiste no trabalho de dezenas de sensores avaliando mais de cem parâmetros do carro. No hospital, ele monitora o nível de oxigênio arterial, frequência cardíaca e respiração da criança. Vale ressaltar que as informações obtidas do paciente são as mesmas conseguidas por meio de procedimentos comuns nos hospitais, porém com a vantagem de serem mostradas em tempo real, com mais precisão e ainda deixar um histórico dos últimos dias armazenado.



Questionado a respeito de como esta tecnologia foi parar no hospital, Peter conta que durante um seminário conheceu um médico que estava a procura de um sistema para monitoramento pediátrico e, ao começarem a conversar, verificaram as semelhanças dos procedimentos usados na F1 e a rotina de monitoramento dos pacientes.
Fonte de informação:

0 comentários: