Arritmia cardíaca


No blog já falamos algumas vezes sobre a Arritmia Cardíaca, a doença pode ocorrer em pessoas de todas as idades e é um dos males mais comuns na área de cardiologia.
    
Sinônimos: Sensações de batimentos cardíacos; Batimento cardíaco irregular; Palpitações; Sensação de esmagamento ou aceleração Cardíaca Arritmia cardíaca é a sensação de que os batimentos cardíacos parecem esmagadores ou acelerados. Você pode simplesmente sentir um desconforto com seus próprios batimentos ou ter a sensação de falta ou interrupção desses batimentos. O ritmo cardíaco pode ser normal ou anormal. A arritmia cardíaca pode ser sentida no tórax, garganta ou pescoço.

                                                                   

Causas:

As arritmias cardíacas cardíacas podem ser causadas por:


  • Anemia
  • Ansiedade, estresse, medo
  • Cafeína
  • Alguns medicamentos, incluindo aqueles para tratamento de doença da tireoide, asma, pressão arterial alta ou problemas cardíacos
  • Cocaína
  • Pílulas para emagrecimento
  • Exercício
  • Febre
  • Ventilação excessiva
  • Baixos níveis de oxigênio no sangue
  • Doença de válvulas cardíacas incluindo o prolapso da válvula atrioventricular esquerda
  • Nicotina
  • Tireoide excessivamente ativa

  • Considerações:

    Em condições normais, o coração bate entre 60 e 100 vezes por minuto. Em pessoas que se exercitam rotineiramente ou que recebem medicamentos para diminuir o ritmo cardíaco, a frequência pode cair para 55 batimentos por minuto.

    Se sua frequência cardíaca for rápida (mais de 100 batimentos por minuto), essa condição é chamada de taquicardia. A frequência lenta é chamada de bradicardia. O batimento cardíaco extra ocasional é chamado de extrassístole.

     De modo geral, as arritmias cardíacas não são quadros considerados graves. Entretanto, isso depende de as sensações representarem ou não um ritmo cardíaco anormal (arritmia). As condições a seguir indicam maior probabilidade de ritmo cardíaco anormal:
    • Doença cardíaca conhecida à época da manifestação das palpitações;
    • Fatores de risco significativos para doença cardíaca;
    • Válvula cardíaca anormal;
    • Anormalidade de eletrólitos no sangue -- por exemplo: baixo nível de potássio.
    Fonte de informação

    0 comentários: