Você sabia gatos e cachorros também podem sofrer de doenças cardíacas?


As doenças do coração são um problema muito comum nos cães e nos gatos, sendo mais frequente nos cães. O coração é o órgão mais importante no corpo. O coração recebe o sangue do corpo, ejectando-o para os pulmões, onde é oxigenado, regressa ao coração e é novamente ejectado para o resto do corpo.


Quais os sintomas da doença?


A doença cardíaca (insuficiência cardíaca) pode causar acumulação de fluido nos pulmões e/ou abdômen, assim como uma inadequada circulação de sangue em vários órgãos vitais, como os rins, fígado, pulmões, etc. 

Sintomas como tosse, por vezes incontrolável e com maior frequência à noite, dificuldades respiratórias, diminuição da tolerância ao exercício, distensão abdominal, podem ser devidos a insuficiência cardíaca.

O que causa a doença?



Os defeitos nas válvulas cardíacas (mais comum nos cães) e no músculo cardíaco (mais comum nos gatos), trauma e Dirofilariose, podem causar sintomas de falência cardíaca. 

Nos cães o percurso da doença é geralmente progressivo e poderá ser mais grave. Com maneio e cuidados apropriados poderá viver uma vida relativamente normal.

Nos gatos a ocorrência de doença cardíaca aparece geralmente de forma repentina e requer acção imediata do Médico Veterinário. Uma das causas mais frequentes é a deficiência em Taurina (aminoácido), como causadora de doença nos gatos, sendo muito importante a alimentação com dietas apropriadas, ricas em taurina. 

Como se diagnostica?O Médico Veterinário realizará um exame físico completo do seu animal de estimação, podendo ser necessário alguns exames de diagnóstico complementares (radiografias, electrocardiograma, ecografia, análises sanguíneas, etc.)

Como se trata?

O tratamento dos doentes com insuficiência cardíaca visa melhorar a circulação sanguínea e a função cardíaca, podendo, nos casos mais graves, ser necessária a hospitalização.
Que cuidados devo ter em casa?


Deverá ter muita atenção ao tratamento do seu animal de estimação em casa. O tratamento prolongar-se-á até ao final da vida do seu animal, visto nestes casos não haver cura completa, apenas tratamento sintomatológico.

Proteja o seu animal de estimação de situações de stress, exercício extremo, humidade e temperaturas elevadas, assim como temperaturas muito baixas.

Respeite as medicações prescritas e indicações fornecidas pelo Médico Veterinário e contacte-o caso ocorra algum problema ou dúvidas. Deverá fazer check-up’s regulares no seu Médico Veterinário, conforme as indicações fornecidas.

0 comentários: