Doenças Cardíacas: sintomas, causas e tratamento.


O que a maioria das pessoas considera como doenças cardíacas são, na verdade, aterosclerose – um acúmulo de gordurosos (denominados placas) nas paredes das artérias. À medida que a placa cresce, obstrui o fluxo sanguíneo que transporta oxigênio e nutrientes para todo o corpo. As pequenas artérias que atravessam o coração e são responsáveis por sua nutrição sanguínea são particularmente suscetíveis ao acúmulo de placas. Se houver bloqueio de qualquer uma delas, pode haver um infarto.

Causas das doenças cardíacas


A causa primária da aterosclerose (doenças cardíacas) é o alto nível de colesterol no sangue. O colesterol LDL (“mau”) adere às paredes da artéria, e esse acúmulo acaba levando ao crescimento da placa. Hipertensão arterial, tabagismo, estilo de vida sedentário, obesidade e estresse também podem contribuir para a formação de placas, assim como para a redução da capacidade das artérias de se dilatarem ou contraírem quando necessário.

Na juventude, os homens estão sob maior risco de desenvolverem doenças do coração do que as mulheres, devido ao efeito protetor do estrogênio no coração. Entretanto, após a menopausa, as mulheres são tão suscetíveis a doenças do coração quanto os homens.

Remédios Naturais: como os suplementos podem ajudar na prevenção de doenças cardíacas. Exceto a vitamina E e os óleos de peixe, que podem interagir com os anticoagulantes, os outros suplementos podem ser usados com segurança, juntamente com medicamentos prescritos para tratamento de doenças cardíacas.

Os quatro primeiros são antioxidantes, substâncias que inativam os radicais livres. Cada um tem uma função diferente, portanto use todos. A vitamina E evita a primeira etapa no desenvolvimento da placa – a oxidação do colesterol LDL. A vitamina C ajuda a reciclar a vitamina E e também mantém as artérias flexíveis. O beta-caroteno e o licopeno são carotenoides considerados protetores contra doenças cardíacas; mas use um suplemento misto de carotenoides para obter um balanço apropriado. O extrato de semente de uva contém oligômeros procianidólicos (PCO), flavonoides considerados muitas vezes mais potentes como antioxidantes que as vitaminas C e E.

Além dos antioxidantes, o ácido fólico é um suplemento fundamental para a redução da homocisteína, aminoácido que é um produto intermediário e relacionado com um aumento do risco de doenças cardíacas. As vitaminas B12 e B6 ajudam a reduzir os níveis de homocisteína, e a vitamina B6 pode ser útil para manter as artérias flexíveis. Os ácidos graxos ômega-3 encontrados no óleo de linhaça e nos óleos de peixe ajudam a manter sob controle os níveis de triglicerídios (uma gordura sanguínea relacionada com colesterol). O mineral magnésio ajuda a estabilizar o ritmo cardíaco.

O que mais você pode fazer no combate a doenças cardíacas? 

  • Siga uma alimentação pobre em gordura, principalmente em gordura saturada. 
  • Inclua pelo menos cinco porções de frutas e vegetais em sua alimentação diária. 
  • Coma grandes quantidades de fibras solúveis (aveia, feijões, frutas cítricas). 
  • Coma, duas vezes por semana, salmão, atum, sardinhas ou outro peixe gorduroso. 
  • Exercite-se por no mínimo 30 minutos diariamente. 
  • Não fume. Nada repara os danos circulatórios causados pelo tabagismo. 

Sintomas de doenças cardíacas 

- Nos estágios iniciais, a doença cardíaca não tem sintomas. 
- Os sinais de advertência incluem altos níveis sanguíneos de colesterol e hipertensão arterial. 
- Em estágios avançados, dor torácica, no braço ou na mandíbula (principalmente após atividade física), palpitações e falta de ar. 

Quando procurar o médico cardiovascular? 

  1. Se você apresentar quaisquer sintomas de doenças cardíacas. 
  2. Se você tiver tontura, fraqueza ou desmaios inexplicados. 
  3. Se você apresentar anormalidades do ritmo cardíaco ou outras irregularidades com qualquer frequência. 
  4. Se você apresentar dor torácica em aperto ou em esmagamento, acompanhada por tontura, náusea ou falta de ar – isso pode ser um sinal de infarto. Procure socorro imediatamente. 
  5. Verifique sua pressão arterial a cada dois anos e os níveis de colesterol a cada cinco anos; faça isso com maior frequência se os níveis estiverem altos. 

Lembrete: Se você tem algum problema de saúde, converse com seu médico antes de tomar suplementos.


Dicas importantes na prevenção de doenças cardíacas: 

Os infartos são relativamente raros em populações que consomem azeite de oliva em grandes quantidades – mesmo quando o conteúdo total de gordura de sua alimentação é elevado. Use azeite de oliva no lugar de outras gorduras sempre que possível. 

Se houver pessoas que fumem em sua casa, uma má notícia: seu risco de doença cardíaca aumentou cerca de 20%, mesmo que você nunca tenha fumado. 

O excesso de ferro pode contribuir para doenças cardíacas em pessoas idosas. Em um estudo recente, para cada aumento mensal de 50 mg de ferro acima de 250 mg (proveniente de alimentos e suplementos), o risco de doença cardíaca cresceu uma vez e meia em homens e três vezes e meia em mulheres com mais de 60 anos. As pessoas idosas não devem tomar suplementos que contenham ferro sem a recomendação de seus médicos. 

Alguns dos benefícios das vitaminas C e E na proteção cardíaca podem ser imediatos, de acordo com um estudo recente. Refeições ricas em gordura parecem inibir a capacidade das artérias de se expandirem quando necessário. Mas quando 20 participantes do estudo tomaram 1.000 mg de vitamina C e 800 UI de vitamina E antes de ingerirem uma refeição rica em gordura, as artérias trabalharam normalmente. Refeições pobres em gordura não tiveram efeito discernível sobre as artérias, e as vitaminas não mostraram outros benefícios. 

Vinho na prevenção de doenças do coração 


Embora poucos especialistas recomendem que você tome bebidas alcoólicas, se você já não bebe, muitos estudos indicam que um ou dois copos diários de vinho ou cerveja podem reduzir o risco de doenças cardíacas.








Fonte de Informação

0 comentários: