No Dia Nacional do Combate ao Tabagismo, separamos 10 Dicas para você conseguir parar de fumar.

Este Dia Nacional do Combate ao Fumo, 29 de agosto, tem um motivo a mais para ser lembrado e comemorado. De acordo com dados inéditos do Ministério da Saúde, o número de adultos fumantes no Brasil diminuiu 20% nos últimos seis anos. Com isso, 12% da população brasileira fuma, o que representa cerca de 20 milhões de pessoas. Em 2006, a porcentagem de consumidores de cigarro era estimada em 15%.

Por outro lado, a pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) aponta também um dado alarmante: o hábito de fumar atualmente mata 200 mil pessoas a cada ano.

A falta de determinação para largar o vício é o principal fator apontado por especialistas em fumantes. De acordo com o psiquiatra Ítalo Marsili, do Hospital São Francisco de Assis na Providência de Deus (RJ), ter força de vontade já deve ser o primeiro passo para abandonar o cigarro.

"Quando se trata de tabagismo, estamos falando de uma doença crônica e de uma dependência química e psicológica de um alto grau. O hábito de fumar está associado à diminuição da qualidade de vida e sabemos que a falta dessa qualidade pode desencadear outras doenças que afetam a saúde mental como a depressão e o estresse", alerta o especialista.

É válido destacar que o cigarro causa cerca de 50 doenças diferentes, sobretudo aquelas relacionadas a problemas no coração, no pulmão e cânceres. Segundo o pneumologista Leonardo Palermo, do Hospital Badim (RJ), 85% das mortes provocadas por bronquite ou efisema são associadas ao fumo. "Em cada tragada são inaladas mais 4.700 substâncias tóxicas presentes na fumaça e que fazem os tecidos dos pulmões perderem a elasticidade ocasionando a destruição parcial da estrutura desse órgão", destaca.






Confira os dez mandamentos para deixar de fumar elaborados pelo Instituto Nacional de Cardiologia (INC):


1 - Querer parar de fumar;

2 - Conhecer os malefícios do cigarro para o coração e para a saúde em geral;
3 - Saber que é possível parar de fumar mesmo após algumas tentativas sem sucesso;
4 - Entender os tipos de dependência;
5 - Entender que a "fissura" dá e passa;
6 - Saber que existem técnicas que auxiliam a parar de fumar;
7 - Aprender a identificar as circunstâncias que estimulam a vontade de fumar;
8 - Identificar e refletir sobre os motivos pessoais que estimulam a vontade de parar de fumar;
9 - Buscar orientações sobre Programas de Tratamento do Tabagismo;
10 - Conhecer os benefícios obtidos ao parar de fumar.

FONTE DE INFORMAÇÃO

0 comentários: