Doação de órgãos, como fazer e o que posso doar.




Já passou pela sua cabeça em doar seu órgãos? A verdade é que isso não passa pela cabeça de muita gente, muitas vezes por medo, falta de informação, orientação religiosa, entre outros motivos.Hoje a doação de órgãos é um dos principais recursos para se salvar vidas em certos casos, no entanto a rejeição pelas famílias para que ocorra esse tipo de transplante ainda é alta. Até 2014 o Brasil tinha 7.898 órgãos doados, no entanto a taxa de negatividade familiar foi de 46%.

Mas por que a negatividade familiar afeta tanto o número de transplantes feitos no Brasil? Muitas vezes isso ocorre por que nós não deixamos claro para nossos amigos e parentes que fizemos essa escolha de doar os órgãos após nossa morte.


Para que não ocorra essa rejeição dos familiares nessa hora tão difícil procure sempre deixar claro sua opinião sobre o assunto #euassumi.



Quem são os principais beneficiários do transplante de órgãos?

Antes de mais nada vale lembrar que existe uma lista de espera para o transplante e que alguns órgãos tem um período para serem transplantados. Outra questão é a lista de espera que possui inúmeros critérios de avaliação como estado do paciente, se ele está se cuidando para receber um transplante, não possui nenhum vício entre outros quesitos.

Atualmente o banco de doação encontra-se:

  • Córnea - 1243
  • Fígado - 86
  • Rim - 982
  • Medula - 33
 Mas a pergunta era: Quem pode se beneficiar de um transplante de órgãos, entre os principais beneficiários estão: portadores de leucemia, portadores de doenças pulmonares cronicas, portadores de cardiopatias graves (doença de chagas, isquemia, miocardites, etc), portadores de doença renal grave e pacientes com grandes queimaduras.

Posso doar órgãos em vida?
Sim. Alguns órgãos podem ser doados em vida, desde que o cidadão esteja consciente do procedimentos que será feito e de todos os riscos inclusos, que pela lei possa doar um órgão ou tecido sem comprometer sua saúde e aptidões físicas e mentais.
No entanto, antes que qualquer doação o paciente "doador" deve ser avaliado por um médico para que este afaste - o de possíveis doenças que comprometam a doação ou sua saúde antes e após o transplante.

Que órgãos ou tecidos posso doar em vida?

  • Rim - neste caso, doa-se um dos rins;
  • Medula óssea - neste caso, a medula é obtida por meio de aspiração óssea direta ou pela coleta de sangue periférico;
  • Fígado - parte do fígado pode ser doada, sem causar risco a sua saúde;
  • Pulmão - somente em situação excepcionais;
  • Pâncreas - somente também em situações excepcionais.
Quer saber mais, tirar mais dúvidas sobre o assunto entre em contato com a Central Nacional de Transplante:  

O Telefone funciona 24h/dia - (061) 365-2379 | (061) 365 - 4441
E-mail: cnnedo@anvisa.gov.br

 Fonte: www.saude.ba.gov.br/transplantes








0 comentários: