Cardiomegalia - A doença do Coração Grande.


A cardiomegalia, popularmente conhecida por doença do coração grande, pode atingir homens e mulheres de todas as idades. Mas, frequentemente, é diagnosticada após os 20 anos de idade, quando o indivíduo apresenta os primeiros sintomas da doença.



Sintomas da Cardiomegalia


Na cardiomegalia o indivíduo apresenta sintomas como falta de ar e fraqueza ao realizar pequenos esforços, como subir 4 degraus de escada. Os desmaios podem ser mais ou menos frequentes dependendo do tipo de ocupação do indivíduo.

Causas da Cardiomegalia

Na cardiomegalia o coração fica grande devido ao seu esforço, que pode ser causado pela pressão alta, devido a doenças coronarianas ou pode estar interligada à doença de chagas.
Com o coração grande, o sangue circula com maior dificuldade, pois o coração não consegue bombear o sangue com a força necessária, o que pode vir a gerar uma insuficiência cardíaca ou até mesmo outras doenças que também afetam o coração.

Diagnóstico da Cardiomegalia

O diagnóstico da cardiomegalia é feito com base na história clínica do indivíduo, com o resultado do raio-x e do eletrocardiograma ECG (Conheça mais sobre o nosso ECG aqui).

Alguns indivíduos nascem com uma pré-disposição para a doença, devido a uma herança genética. Mas somente o médico cardiologista pode garantir isso e indicar a melhor forma de tratamento, que geralmente é feito com medicamentos que regulam as batidas do coração.

Tratamento para Cardiomegalia

O tratamento para a cardiomegalia consiste na toma de medicamentos diuréticos para aliviar a pressão sobre o coração e os remédios para o coração propriamente ditos. Dependendo da gravidade da situação, o médico poderá solicitar o pace maker.

Se não for suficiente, pode-se recorrer à cirurgia para a troca da válvula cardíaca e por último o transplante de coração, se não houver resultados com os tratamentos anteriores.

Cardiomegalia tem cura?

A cardiomegalia é um sinal de que o coração está grande e este sinal não tem cura, mas tudo aquilo que pode estar relacionado às suas causas ou suas consequências podem ser curados.
Quando seu tratamento é feito corretamente o indivíduo poderá ter uma vida normal, somente evitando esforços, pois seu coração não voltará ao tamanho normal.

Um comentário:

  1. impressionante meu subrinho não sente falta de ar, não desmaia só tem um porem sempre magrinho é uma criança elétrica meu Bê
    ASS : Maria Gorda

    ResponderExcluir