Você sabe o que é Cateterismo Cardíaco? E como trata-lo?

O cateterismo cardíaco é um procedimento invasivo em que os médicos examinam o coração para detectar alguns tipos de problemas. A maioria das pessoas que faz o cateterismo cardíaco é submetida a uma angiografia coronária. Trata-se de um exame para detectar a existência, localização e gravidade de obstruções nas artérias do coração. 

Algumas pessoas são submetidas ao cateterismo cardíaco para examinar a presença de problemas nas câmaras e valvas cardíacas (átrios e ventrículos). Para obter informações sobre estas estruturas cardíacas os médicos podem medir as pressões ou quantidade de oxigênio sanguíneo em diferentes partes do coração ou suas artérias.



Em quais casos o Cateterismo é indicado?



Em mais de 80% das vezes, ele é indicado para o diagnóstico da doença arterial coronária (angina e o infarto) por ser essa a mais frequente. Entretanto, indica-se o cateterismo também para o diagnóstico das doenças das válvulas (como estenoses e insuficiências mitral e aórtica), músculo cardíaco (miocardiopatias) e doenças congênitas (defeitos no desenvolvimento do coração).


Existe uma idade mínima para realização do exame?



Não existe uma idade mínima, já que algumas vezes o exame é realizado em crianças recém-nascidas para diagnóstico e tratamento de defeitos congênitos. Porém, como a doença coronária é a mais frequente e atinge todas as faixas etárias, a cinecoronariografia (que é o nome do cateterismo quando o objetivo é avaliar as coronárias) pode ser realizada até em pessoas muito idosas.

Durante o Cateterismo Cardíaco o que acontece comigo?


O paciente fica acordado durante todo o procedimento, para assim seguir as instruções do médico.

A anestesia é dada no braço, na virilha, ou no pescoço, dependendo de onde seja a área de intervenção. De seguida, usa-se uma pequena agulha para fazer um orifício no vaso sanguíneo. Será colocado um tubo cônico, chamado de bainha, através do buraco.

Depois será colocado um fio guia flexível através da bainha, no vaso sanguíneo para o coração. Este fio é usado para colocar corretamente o cateter.  Assim, este, é colocado através da bainha e desliza sobre o fio-guia para as artérias coronárias. Todo o procedimento é visualizado com recurso a Raio-X, para orientação do médico. Quando o cateter chega ao ponto certo, é usado para fazer exames ou tratamentos no coração. Pode ainda fazer-se angioplastia ou implantação de um stent.


Acabou a cirurgia, o que acontece a partir de agora?



No final da intervenção, o paciente será transferido para uma área de cuidados especiais, onde vai descansar várias horas. Durante esse tempo, é necessário limitar os movimentos para evitar o sangramento do local onde o cateter foi inserido.

Entretanto, será verificado regularmente:

  • A frequência cardíaca;
  • A pressão arterial;
  • Se há sangramento no local da inserção do cateter.
Pode formar-se um pequeno hematoma e sensação de dor no local da inserção do cateter, durante cerca de uma semana.

É importante informar ao médico se:

  • Ocorrer uma grande hemorragia no local de inserção que não pode ser interrompido;
  • Dor incomum, inchaço, vermelhidão ou outros sinais de infeção perto do local de inserção.
O paciente deve ainda informar-se junto do médico:
  • Se deve evitar certas atividades, como levantamento de peso, por um curto período de tempo, após o procedimento.

0 comentários: